31 agosto 2009

traço 058

Então, presa em todo aquele sentimento de impotencia, eu reaprendi a chorar, e finalmente minha alma se tornou livre para seguir seu caminho...

Marina, para ela mesma. Ainda sem outro destino.

Um comentário:

rabisque!