25 julho 2010

traço 223

Tomei consciência de que a força invencível que impulsionou o mundo não são os amores felizes, mas os contrariados.


Gabriel García Marquez, em Memórias de minhas putas tristes.

3 comentários:

  1. as pessoas não se correspondem então não inventarei estatísticas, só sei que estou cansada dessas histórias de amor sem fim e sem meio e nem começo.

    gostei do blog.
    um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo. *-*
    Na maioria, nada é correspondido. Pessoas não sabem fazer isso. Mas, as vezes os contrariados, são melhores. Por serem lutados.
    Estou te seguindo'

    ResponderExcluir
  3. Amores felizes são ventos;
    contrariados, vendavais.
    Um é a paz que o amor dá, o outro, a paz que o amor tira e a busca incessante para recuperá-la.

    Beijo doce!

    ResponderExcluir

rabisque!