11 agosto 2010

traço 229

Remexo dentro de mim,
nem sempre é fácil
saber a parte de nós
que ficou no caminho:
toco... faço a ferida arder.
Sentir a ferida, é a maneira
mais rápida de curá-la.
Nada em mim foi covarde,
nem mesmo as desistências:
desistir, ainda que não pareça,
foi meu grande gesto de coragem.

2 comentários:

  1. Meu Deussssssss, que lindoooo!!!!!

    Falou tudo... Parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. É preciso aceitar a dor, conhecê-la, para conhecer também a cura.

    ResponderExcluir

rabisque!