03 julho 2011

traço 291

Eu nunca descobri o amor, nunca o entendi. Hoje eu acordei amando. Acordei com vontade de dar flores, de cozinhar, de olhar na cara da pessoa, segurar devagar e dar um beijo daqueles que faz o coração palpitar. Acordei com vontade de gritar pro mundo que meu amor é o maior de todos, que eu quero casar. Acordei com vontade de chorar, mas, além de tudo, com uma vontade filha da puta de amar.

Caio Caprioli, e a sua vontade de amar

2 comentários:

rabisque!